Notícias
Home Notícias Detran-PB e Assembleia Legislativa encerram Movimento Maio Amarelo no Estado
'
PDF Imprimir E-mail
Escrito por Ascom Qua, 30 de Maio de 2018 11:05

“Não temos outra saída a não ser através da educação de trânsito, para combater o alto índice de mortes e sequelados nas vias e rodovias públicas”. A afirmação é do superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), Agamenon Vieira, durante sessão especial alusiva ao Maio Amarelo, proposta pela mesa-diretora da Assembleia Legislativa, nessa terça-feira (29), no auditório do Ministério Público da Paraíba (MPPB). O evento encerrou as atividades do movimento mundial na Paraíba.

Durante a sessão, dirigida pelo presidente da ALPB, deputado Gervásio Maia, o superintendente do órgão conclamou a todos para se envolver na luta por um trânsito mais seguro, com menos vítimas. “Precisamos horizontalizar essa campanha, com o engajamento de todos os órgãos envolvidos e a sociedade civil, porque não se concebe que mais de 47 mil pessoas morram por ano, no Brasil, em decorrência de acidentes nas suas vias”, enfatizou Agamenon, acrescentando que o mês se encerra, mas as ações não serão interrompidas.

Secretariada pelo deputado João Gonçalves, a sessão foi aberta pelo deputado Gervásio Maia, declarando que o papel do Poder Legislativo nessa campanha é de grande relevância, “porque a Assembleia Legislativa é a casa que representa o povo paraibano e é o local adequado para as discussões dos temas que interessam e melhoram a qualidade de vida desse povo”. Gervásio Maia reconheceu o trabalho desenvolvido pelo Detran e conclamou pela sua continuidade, até que a população atinja um grau de maturidade que permita diminuir essa fiscalização por parte do órgão.

A sessão de encerramento do Maio Amarelo contou ainda com a participação dos diretores do Detran-PB, Orlando Soares (de Operações) e Zeca Sousa (de Engenharia); da chefe da Divisão de Educação de Trânsito do órgão, Abimadabe Vieira; do comandante do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), coronel Jucier Pereira; do diretor do Centro de Educação da Polícia Militar (CEPM-PB), coronel José Ronildo, e do especialista em trânsito, professor Samuel Aragão.

Também participaram representantes do Conselho Estadual de Trânsito, do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), da Secretaria de Estado da Educação, do Corpo de Bombeiros da Paraíba, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB), dos Centros de Formação de Condutores (CFCs), do Conselho dos Despachantes, de prefeituras municipais e da Ong Educar para o Trânsito Educar para a Vida (ETEV).