'
Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Detran-PB encerra programação alusiva à Semana Nacional de Trânsito em Campina Grande

Notícias

Detran-PB encerra programação alusiva à Semana Nacional de Trânsito em Campina Grande

“O Brasil é o 5º país que mais mata por acidentes no trânsito"

A Direção do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) escolheu o município de Campina Grande para encerrar a programação alusiva à Semana Nacional de Trânsito (SNT), que teve início no último dia 18. O evento ocorreu na manhã desta quarta-feira (25), na Escola Cidadã Integral Técnica Professor Bráulio Maia Júnior, com a participação de cerca de 200 alunos, sob o comando da coordenadora de Educação de Trânsito do órgão, Ana Paula Buzetto.

 

Por questões de agenda, o superintendente Agamenon Vieira não pode comparecer e foi representado pelo diretor da 1ª Ciretran, Fábio Thoma, que deu as boas-vindas e agradeceu o comparecimento dos presentes. O evento constou de uma palestra sobre o tema da SNT, “No trânsito, o sentido é a vida”, proferida por Ana Paula Buzetto, juntamente com o coordenador de Desenvolvimento Profissional, Roniek Leal, e do instrutor Stênio Barbosa, ambos do Sest/Senat de Campina Grande.

 

Durante a palestra, todos destacaram a preocupação com o alto índice de mortes (quase 60 mil) e de sequelados no Brasil, todos os anos, vítimas de acidentes de trânsito, ressaltando as estatísticas das causas que mais provocam essas tragédias. Em primeiro lugar vem o excesso de velocidade, seguido pelo consumo de bebidas alcoólicas e pelo uso do celular.

 

No desenrolar da exposição, uma equipe da Operação Lei Seca ilustrou os debates com a demonstração do uso do etilômetro junto aos estudantes. Eles fizeram testes, além do uso de óculos de realidade virtual que simulam a sensação de embriaguez.

 

“O Brasil é o 5º país que mais mata por acidentes no trânsito. Morre mais gente no trânsito do que nas guerras civis”. As afirmações são de Ana Paula, acrescentando que somente em Campina Grande, segundo dados do Hospital de Emergência e Traumas, mais de 6 mil pessoas foram atendidas este ano, vítimas de acidentes. Desse número, mais de 4.500 pessoas estavam pilotando motos, o que representa 75,5% dos atendimentos.

 

Mais uma vez, o ator cajazeirense Jucinério Félix emocionou a plateia, com a interpretação do personagem “seu” Pedro, sobrevivente, mas sequelado, de um acidente de trânsito em razão da combinação de álcool e direção. A ação foi encerrada com exibição de vídeo e sorteios.

registrado em: